Tá planejando fazer aquela viagem de férias ou intercâmbio, mas não sabe por onde começar?
O Integraê te ajuda com 7 passos para você planejar a tão sonhada trip.

VIAGEM

Julho, mês abençoado, mês de férias, de colocar as séries em dia, de dormir sem hora para acordar, e (por quê não?!) planejar a tão sonhada viagem ou intercâmbio. Afinal, tem meio ano para você correr atrás de tudo e botar o pé na estrada.

Se esse é o seu plano, esses passos irão te ajudar:

1) Agência de turismo:

Procure uma Agência de Turismo para te auxiliar na viagem. Existem diversas empresas especializadas em viagens de férias, cursos fora do país ou intercâmbios sociais.
Se for barata, ótimo. Porém é bom pegar referência de quem já viajou através da agência, para se certificar de que a empresa é correta e não te dará problema no meio do caminho.

2) País de destino + período + verba:

Provavelmente você já sabe para qual país deseja ir. Senão, é importante que você comece planejando qual será seu país de destino, quanto tempo poderá ficar por lá e qual é a verba disponível para esse seu investimento.

Com isso em mente, você poderá conversar com seu agente de viagem para definir o pacote adequado para a sua viagem. Se seu país de destino não combinar com o seu bolso, você poderá procurar outras opções mais acessíveis.

3) Passaporte:

Depois de falha no ÚNICO equipamento que perfura TODOS os passaportes do país, a Casa da Moeda avisou que já voltaram a produção e distribuição dos passaportes, porém esses irão sem os números perfurados, mas não prejudicará a validade e autenticidade do documento. Portanto essa zica não vai atrapalhar a sua trip.

Tirar seu passaporte é bem simples. Você deve seguir esses passos aqui: https://servicos.dpf.gov.br/sinpa/home.do

Custa? Sim, a taxa atual é de R$257,25 e você deve pagar a guia emitida no site acima, antes de agendar seu atendimento na Polícia Federal. A boa notícia é que a validade dele é de 10 anos.

Demora pra ficar pronto? Um pouco, mais de 6 dias úteis. Mas o tempo real depende da fila de agendamento na PF e julho é um mês de muita procura, então poderá demorar mais, até 45 dias após a solicitação no posto, segundo a Casa da Moeda.

passaporte-crédito_itamaraty

4) Visto + vacinas + seguro de viagem:

Para todas essas questões a resposta é: depende. Nem todos os países exigem visto, seguro e vacina em dia contra a febre amarela ou outra específica.  Por isso, você deverá se certificar quais são as regras do seu destino.

Alguns países, como os Estados Unidos, Canadá, China e Japão, exigem visto para que brasileiros entrem em seus territórios, mas há vários outros países que não, como os que compõe o Mercosul.

No caso da vacina, pode até ser que para o destino de agora não precise, mas vai que pinta aquela oportunidade no futuro, não vai doer nada se precaver e deixar isso em dia.
A vacina contra febre amarela deve ser tomada no mínimo 10 dias antes da viagem e você deverá procurar um posto da Anvisa para tirar o certificado internacional. Veja um posto mais perto de você: http://www.anvisa.gov.br/hotsite/viajante/centros.pdf 
O melhor é que o certificado é válido por 10 anos.

Seguro com cobertura mínima de 30 mil euros é obrigatório nos 26 países da Comunidade Europeia que assinaram o Tratado Schengen. Mas, mesmo que seu plano não seja ir para a Europa, essa é mais uma questão importante de se precaver. Você estará longe do seu país e poderá enfrentar situações que um seguro te salvará. Então veja com a sua a Agência de Turismo qual plano te indicam.

Teenager hidden by city map

5) Hospedagem:

A Agência também te auxiliará nessa questão. Dependendo do tipo viagem que fizer, você poderá escolher a hospedagem que mais se enquadra financeiramente e/ou qualitativamente. Pode ser hotel, hostel, casa de família ou residência estudantil, por exemplo.

6) Passagem:

Você terá que desembolsar uma graninha nas passagens. Então a dica é ficar atento à promoções e pedir conselhos com a Agência de Turismo sobre o melhor dia para comprá-las.

7) Dinheiro + Câmbio:

Faça um planejamento dos seus gastos com alimentação, transporte, turismo e outros investimentos. Existem vários sites que indicam os valores médios gastos por dia em diversos países, consulte um para fazer suas contas.

É importante fazer um cartão internacional ou habilitar essa opção se houver no cartão que você já utiliza. Analise as taxas de câmbio para ver o que compensará melhor.

Feito isso você deverá ficar atento aos valores do câmbio para comprar seu dinheiro. É importante levar um pouco em espécie e o restante na conta.

*Uma dica é comprar um “porta dólar”, aquelas pochetes para colocar por dentro da calça e não dar bandeira que você está viajando com dinheiro. Lembre-se sempre: sua segurança em primeiro lugar.

Sonho de todo viajante!
Sonho de todo viajante!

Depois é fazer as malas e colocar o pé na estrada!

Gostou desse post? Mande sua sugestão de conteúdo para mandae@integrae.com.br.


RODAPE-CLAUDINHA (1)

Tweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here