Espaço do colunista – Por Nick Doido


Após 8 anos, JJPR volta a cidade que sempre o abrigou tão bem.

E os quatro dias mais aguardados do ano chegaram. Na quarta-feira (25) à noite, delegações das maiores atléticas de direito do Paraná embarcam rumo ao oeste do estado em busca de títulos, vitórias e experiências para serem guardadas para o resto da vida.

O evento mais antigo e tradicional do Paraná chegou. Junto com ele, a hegemonia da UEM. Nas últimas três edições, campeã com C maiúsculo, a Galo Terror defende mais uma vez o seu troféu. A diferença de pontos para o segundo colocado vem aumentando ano após ano e cabe a sua maior rival tentar acabar com seu reinado. A Universidade Estadual de Londrina vem com tudo em 2016, inclusive com a maior delegação do evento. Será que a oferta maior de atletas na atual edição será suficiente para a UEL acabar com essa era galo-terroriana? Saberemos no domingo (29), ao final do 12º Jogos Jurídicos.

Logo atrás, correndo pelo terceiro lugar no pódio geral, a UFPR também carrega consigo razoável tranquilidade, se formos analisar suas colocações em edições anteriores. Dona absoluta do terceiro lugar geral, a Federal do Paraná precisa se atentar as possíveis mudanças na colocação geral se não quiser perder o seu lugar no pódio. A principal candidata para atrapalhar os planos da UFPR é a anfitriã dos jogos, a Univel. A atlética vem batendo na trave nas ultimas edições, ficando sempre em quarto ou quinto colocado. Agora, jogando em casa, vai ser difícil segurar o ímpeto dela, com todos os seus atletas à disposição dos times. E se já não bastasse a ameaça de quem joga em casa, a PUC Londrina aparece como franca atiradora nessa corrida pelo terceiro lugar geral. Ano passado não conseguiu por quatro pontos, foi por pouco. Mas a incessante luta pelo lugar entre os três primeiros na classificação geral é o suficiente para deixar Federal e Univel preocupados. É bom abrir o olho!

Lutando no meio da tabela, almejando colocações melhores, o bloco da capital vem com suas principais forças concentradas na PUC Curitiba e na FDC. Buscando voltar ao topo da tabela, lugar que deixou em 2009, a crescente melhoria na parte esportiva é destaque da FDC nos últimos anos. Assim como o Alçapão Alcoólico, que em outros tempos estava sempre na briga pelo campeonato geral. Resta torcermos pela volta das duas potências na briga pelo título estadual!

A esperança que fica é que em 2016 tenhamos um campeonato decidido no domingo, com fortes emoções e quem sabe, algumas surpresas. O complexo esportivo Ciro Nardi não vê a hora de matar as saudades do Jurídicos. Boa sorte aos atletas e atléticas que viajam na próxima quarta-feira. Nos vemos lá!

 

Gostou desse post? Mande sua sugestão de conteúdo para mandae@integrae.com.br.

7515---Rodapé-Blog-Integraê---Nic-doido

Tweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here