Começo de ano já vem com aquela ansiedade pré-jogos instalada, né? Pleno fevereiro e eu já estou a mil pensando no que vai rolar em maio. Bem, com o começo do ano chegam também os calouros da facul, galera que garante uma afobação maior ainda para a espera dos tão esperados 4 dias de competição e junto com a afobação vem as “calourices” clássicas que rolam todo ano! Por isso, já pensando em você que acabou de chegar, listamos algumas coisas típicas de calouro pra NÃO fazer nos jogos e que vão evitar (a gente tenta) que você passe por alguns perrengues.

Queimar a largada

Essa é clássica, sempre vai ter alguém que vai morrer já no busão rumo à cidade-sede e ser lembrado por isso o resto dos dias! Mas relaxa que é provável que tenha alguém pior do que você pelo caminho, esquema só é conseguir levantar de novo pros jogos da manhã, ok? Afinal, uma das partes mais legais seja do jurídicos, engenharíadas, interunesp e etc é a integração que rola durante o dia, não é mesmo?

Levar seu armário todo na mala

No meu primeiro ano de facul eu levei roupa o suficiente pra no mínimo uma semana de viagem, é sério! Por isso, dica de amiga, você só vai usar samba, abadá e moletom! Não precisa levar um monte de maquiagem, chapinha e vários looks pras festas porque só vai servir pra ocupar espaço na sua barraca (que já é bem pequeno). Na dúvida, da aquela olhadinha na previsão do tempo e leva tudo separado por dia, ajuda muito na correria jogos/festas.

Perder a carteira logo na primeira festa

Levar a carteira com todos seus documentos, dinheiro e passaporte-festa pros roles é a maior furada! As festas são enoooormes e o nível de álcool é maior ainda, então a chance de perder tudo no caminho são basicamente TODAS e o pior é que muitas vezes a gente só vai perceber na hora que precisa de grana no dia seguinte. Na verdade, bom mesmo é investir em uma doleira ou porta documentos da sua atlética: eles são a salvação!

Pegar sol com tatuagens da atlética no corpo

Seja jogando, na torcida, na tenda ou fazendo representação das atléticas, sempre rola um momento em que você é obrigado a ficar no sol e, se você não está afim de passar um bom tempo (por experiência própria, uns 6 meses) com a marca da sua atlética no corpo é melhor investir no protetor solar. As tatuagens formam marquinhas de sol na pele daquele modelo de biquíni na praia e demoram uma eternidade muito pra sair do corpo, corre que é cilada!

Acordar no aloja errado

Essa última é uma questão que divide opiniões: para alguns isso é meio caótico, mas para maioria outros é um daqueles momentos de integração que viram história pra contar! Quem nunca ficou perdido em meio aos mil ônibus que ficam na porta da festa e acabou por não achar o da sua delegação? Por isso já te indico ter o endereço do aloja gravado em algum lugar e uma grana pro Uber, porque pode ser que seus amigos estejam tão loucos ocupados que não tenham condição de te resgatar.

Além desses detalhes, o esquema é integrar e curtir muito que vai dar certo! E olha gente, pode ter certeza que apesar de falarmos que é tudo “coisa de calouro”, a verdade é que tem muito veterano por aí fazendo todo ano as mesmas coisas.

E você? Tem alguma história boa do primeiro ano de jogos guardada aí? Conta pra nós nos comentários.

Tweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here