Meditação é um trem doido demais de legal, tá menos relacionando com aquela imagem clichê de alguém de perna cruzada de frente para cachoeira do que a gente pensa e pode estar presente na nossa rotina, “Ahhh, mas…” LÁ VEM VOCÊ COM ESSE “ahhh, mas…” ah mas, NADA! Não é preciso ficar sentado por horas, alguns minutos são suficientes e pode ser um grande aliado da nossa qualidade de vida, melhorando a qualidade do sono, redução de níveis de ansiedade e estresse, por exemplo.

“…praticar meditação pode trazer muitos benefícios, como redução de ansiedade, insônia e estresse. Mas um benefício que eu achei muito importante na minha vida foi o contato com o interior que é possível alcançar. Muitas vezes a gente vive atropeladamente e não se percebe, não percebe o que sente, o que deseja, e por consequência não percebe quem é. Eu acho que essa pausa na aceleração, esse olhar para si fez com que eu me percebesse mais, percebesse quando eu tô feliz, triste, brava, etc, e pudesse agir com mais consciência.” (COSTA, Lizandra. 2017)

Há um tempo atrás fiz um post sobre algumas coisas que eu fiz durante a minha graduação para cuidar de mim, esse post, apesar de falar sobre meditação também não deixa de ser sobre isso, afinal, com o fim do ano chegando, geral ficando frito nos estudos, ficando doente, pode ser muito bom parar um tempo para meditar, entrar em contato com você e seus pensamentos, poder entender e organizar melhor suas emoções.

Convidei uma grande amiga e irmã Lizandra Costa para falar um pouquinho sobre a prática da meditação, além disso vou indicar três aplicativos que podem ajudar você a COMEÇAR (não é para achar que meditação é só o que o app oferece tá bom, cabeça?) Meditação é um processo lindo de autoconhecimento que é mais complexo do que a profundidade que os aplicativos oferecem, mas na hora de começar e adquirir o hábito, eles podem ser bons aliados.

Começando do começo pedi para Liz (podem chamar ela de Liz que não é só pros íntimos não hahah) me dizer numa linguagem fácil o que é meditação:
Liz: É estar inteiramente no momento aqui e agora, focando em algum estímulo específico, como a respiração, simplesmente observando o que acontece, internamente e externamente, sem fazer qualquer julgamento.

A Lix (ela tem muitos apelidos ela) me contou um pouco de como ela acha que essa prática ajudou ela na vida universitária, ela passou a ter mais foco e concentração na hora de estudar, mas teve uma coisa MUITO MARCANTE: a Lixxx passou a querer viver mais inteiramente os momentos, PASMEEEEM, até os ruins. Ela se permitiu fazer nada às vezes (LEMBRA DO MEU OUTRO POST? LEMBROU) ou também não fazer coisas só relacionadas a graduação, sem se culpar!

“….Quando eu tenho coisas da faculdade para fazer, tento não pensar nelas nos momentos em que não posso realizar de fato.  Penso “terei tal horário de tal dia para pensar nisso, então agora, vou tentar estar inteira aqui onde estou”.

Ela meditou mais em alguns momentos da vida e outros menos, nem sempre foi uma coisa constante. Existem tipos de meditação mais tradicionais, em posição de lótus, por exemplo, mas também existe aquelas que a gente realiza ao fazer algo, como comer ou tomar algo. “A mais tradicional eu fazia mais nos primeiros meses, hoje é mais difícil (….) Me interessei muito e comecei a tentar praticar. Usava mantras no começo e costumava meditar entre 10 e 15 minutos”.

Lizandres que dicas você daria para quem quer começar mais tem dificuldades? Ein ein ein??? Diz pra gente, mozi!

“Diria para começar praticando pouco tempo por dia, pra ir pegando hábito e não se frustrar colocando metas mais difíceis e não conseguindo cumprir. Tentar praticar uns cinco minutos da maneira tradicional e também fazer algo da rotina com total atenção, como tomar banho, comer. Dá, por exemplo, pra escolher uma atividade por semana. Com o tempo, ir aumentando o tempo da prática tradicional e ir cada vez mais incorporando atenção total na vida cotidiana”.

Tendeu? Pegou as dicas? Agora lá vai os apps!

Aplicativos:

  • VIVO MEDITAÇÃO – Lançado recentemente e parece ser bem legal com sessões guiadas, o app tem mais de mil meditações, são apenas sete dias gratuitos, mas como você não quer ficar dependendo disso para meditar pode ser um boa!
  • Zen – aplicativo todo em português, boa parte dele é gratuito, mas o app completo é pago. Possui meditações que levam 10 minutos cada.
  • Medita! – Aplicativo desenvolvido totalmente na nossa terra verde e amarela, oferece 65 meditações guiadas e separadas por temas.

SE JOGA NESSA IDEIA QUE É SUCESSO, MOZÃO!

Tweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on Facebook

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here